Páginas

12 de maio de 2009

in memory

Sentir saudades, nostalgias é normal na vida sentimental de qualquer ser humano, mas e quando nós nos prendemos a nossa nostalgia e não queremos mais no desapegar? O que fazemos?
Por momentos eu me prendo as minhas nostalgias e memórias tentando de alguma forma trazer de volta momentos que eu sei que jamais voltarão. E se eu pudesse um dia voltar ao tempo, será que eu realmente iria querer fazer? Talvez voltaria nos momentos mais simples e sublimes, naqueles momentos em que eu me sentia eu, com a alma livre, sem pensamentos e anseios. A vida corre e o tempo que passou parece melhor que o tempo presente, mas até onde o tempo presente é "pior" do que o passado? Pode ser que quando eu chegar aos 30 eu olhe para trás e sinta saudades e apertos no coração quando lembrar dos meus 21 anos. Sentimentos são complicados e o tempo assim como nosso aliado pode ser o nosso maior inimigo. Então o que fazer? O que adianta fazer? Infelizmente é o que todos falam...seguir em frente e aproveitar, amar, cantar, rezar, correr, chorar, sorrir, abraçar, beijar, ser você mesmo, fechar os olhos e lembrar de momentos maravilhosos e saber que na vida pode e irá acontecer mais desses. Faça em dobro o que você fez e te fez sentir maravilhosamente livre e você mesmo.
A memória é um presente, e foi feita realmente para guardar o que tivemos de bom na vida.


E para representar minha nostalgia eu deixo Carla Bruni, pois ao ouvir essa música uma cascata de lembranças despencam do meu armário da memória.
Boa noite a todos!




Para posta uma mensagem basta clicar em cima do post.



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comentem =)

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...