Páginas

19 de julho de 2009

A inspiração me vem
Mas vem nos momentos de melancolia
Nas horas que quero fugir, sumir, simplesmente desmanescer
É a melancolia viciante, que machuca mas que dá prazer
Que dói mas que padece!
Não sei se quero continuar ou parar
E agora o que eu faço?
Continuo a escrever
Escrever gritando o que quero gritar
e o silêncio das palavras
inunda meu quarto de som
E alivia o peito, despesa a alma
e deixa respirar melhor
É a explosão e a lentidão
É a dor que dói latejante
É a respiração que para
É o olhar perdido
É o pensamento perdido
É a alma que pede
É a boca que seca
É o corpo que para
É o que eu sou
Mas é o que eu queria tentar deixar de ser
(...)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comentem =)

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...