Páginas

25 de setembro de 2009

Solidão natural







O frio solitário e sem cor acalenta a alma destes que a aderiram. Parece dolorido e triste, mas o que dói alivia e o frio revive. O solitário ama sua solidão, por isso a mantém. A solidão que dá vida a um coração cheio de sonhos e idéias, é necessária esta fria e cálida solidão, que cobre o corpo da vivência e a faz respirar. O frio congelante não congela almas e corpos de solitários por escolha. Só quem sabe viver esta solidão rodeada de vidas e vozes entende o que digo. Enquanto todos buscam vidas coloridas e quentes para compartilhar mesquinharias e adorações ao ego, o caçador da solidão busca não o egoísmo propriamente dito, mas busca no fundo da tua alma o que poucos se lembram que existe. O solitário busca companhia na única companhia que o jamais abandonará, o próprio eu. O frio empurra o caçador para dentro de um abismo chamado universo de si e o faz ver um mundo cheio de vidas, coloridas e frias, quentes e preto e branco. É aí onde o solitário por natureza se encontra e encontra o que sempre caçou.
A solidão cinzenta e molhada é parte natural de alguns seres nascidos em um mundo onde a solidão é rejeitada por todos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comentem =)

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...