Páginas

8 de setembro de 2009

Sonhos de uma noite de verão


Um bosque perto de Atenas. Uma fada e Puck entram por lados diferentes.

PUCK — Olá, espírito! Para onde vais? FADA — Nos densos cerrados, no bos­que fa­guei­ro, nos belos gramados por tudo me esgueiro mais apressada que a lua quan­do na mata flutua. Contente, sirvo à rainha das fadas, senhora minha e sobre o relvado faço de seus círculos o traço. As al­ti­vas pri­ma­ve­ras ela as adora deveras; em seu doirado vestido de traçado mui garrido, há rubis, muito perfume, de que as fadas têm ciúme. Ora sacudo as pétalas das rosas à procura das pérolas donosas porque às orelhas ponha re­do­len­tes das pri­ma­ve­ras lúcidos pin­gen­tes. Adeus, espírito travesso; é hora; já vem a fada e os elfos; vou-me embora.


Um comentário:

  1. oi eu não sei que voçe é mais eu quero que voçe saiba que eu vou apresenta esse papel do Puck numa pesa teatral la no Educandário dom duarte.

    ResponderExcluir

Comentem =)

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...