Páginas

28 de setembro de 2009

Uma saudade distante...

Bateu uma saudade no peito de um tempo bom e calmo. Um tempo de infância e de ser criança.
Saudade de um tempo em que seu futuro não dependesse das suas atitudes, quando se podia dormir sem se preocupar da hora e do dia. Quando se podia comprar chiclete sem contar as moedinhas e ter medo de faltar no fim do mês.
Ai saudades desse tempo em que eu só possuia pensamentos fantasiosos e mágicos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comentem =)

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...