Páginas

27 de setembro de 2009

Welcome again :)

E finalmente chega a primavera... Com ela as chuvas de verão, o calor o céu azul e as flores que encatam jardins e vidas. Essa perfeição imperfeita que é linda mas que incomoda. Nada é lindo demais, nada tem de ser lindo demais. O bonito tem necessidade da existência do feio, precisa ser comparado para ser julgado. O feio por vezes não é feio, pode ser que os olhos que o vê não veja realmente o que ele quer mostrar. A primavera que chega traz cor e luz, contraste e matiz para o cotidiano alheio, colori o preto e branco do inverno de que eu tanto sinto saudade. E o cinza do inverno me faz ter saudades das cores da primavera. Nunca sei o que quero. Por hora quero primavera e por outra sonho com inverno. Queria poder fazer minhas estações, como se fosse mágica, mudar o tempo, as horas, as cores e o clima. Amo a primavera a sua maneira. Amo o jeito como ela chega, devagar e em silêncio, tímida e acanhada colorindo os dias e as horas. Perfuma vidas com variedades incontáveis de outros seres. Não sabe ela o bem que fará a algumas almas que vagam e estão perdidas pelas ruas invisíveis dos sentimentos inebriados e labiríntiticos. Sua chegada é explosiva de calores, cores que por muitos ainda não são vistas.





Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comentem =)

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...