Páginas

5 de abril de 2010

Anjos

Desde criança que ouvimos muitas histórias sobre anjos. O anjo que anunciou Jesus, o anjo que foi expulso do céu, o anjo que foi contra Deus, o anjo da guarda que nos protege todos os dias e etc. Os anjos aparecem na Bíblia em quase todos os livros, e neles os anjos são caracterizados como seres com aparência humana, porém mais altos e com grandes asas e uma forte luz que os ilumina, digo de forma muito resumida, pois eles acabam se dividindo entre anjos, arcanjos, querubins, serafins, tronos, dominações, virtudes e principados. Dentro destas nove hierarquias em que eles estão divididos temos 72 anjos. A palavra Anjo vem do grego 'Angelos' que significa mensageiro ou filho de Deus, porém, falar sobre anjos é algo muito difícil, pois não se tem nada concreto e as fontes de pesquisas são escassas sobre este assunto. Os anjos se popularizaram, mas não com seu verdadeiro significado e essência. Caiu na boca do povo como apelidos carinhosos, cupidos, artigo de decoração, juras de amor e soa como algo 'fofo' e acabaram virando 'bonecas de porcelana'. Mas o que realmente são anjos? Os primeiros aparecimentos de anjos da face da terra foi por volta de 4.000 a.C em Ur, uma cidade do Oriente Médio. Desta data até 343 d.C os anjos eram visto como seres 'demoníacos'. No Novo Testamento da Bíblia, a presença dos anjos é bastante vista na vida de Jesus Cristo desde seu nascimento até sua ressurreição, sendo que depois de sua ascensão ele foi colocado ao lado do anjo Metatron (Príncipe dos Seranfins - Rei dos anjos).
'São Tomás de Aquino aprofundou seus estudos neste assunto, na qual ele dizia que os anjos são seres cujos corpos e essências, são formados de um tecido da chamada luz astral. Eles se comunicam com os homens através da egrégora, podendo assim assumir formas físicas. Os anjos eram chamados de DAIMONES pelos gregos, o que significa também gênios ou seres sobrenaturais. Nessa categoria, encontramos os obreiros de Deus: gnomos e duendes (terra); fadas e silfos (ar); salamandras (fogo) e ondinas (água). O nome Daimones, porém, correspondente à palavra "demônio", como entendiam os autores eclesiáticos.' (Fonte: Mistérios Antigos)
Nossa comunicação com nossos anjos da guarda são através da nossa aura que muda de cor com cada atitude que tomamos ou vamos tomar. Cada sentimento e ato alteram o quadro de cores que informam o que sentimos e o do que precisamos. Assim nós entramos em harmonia com eles e os matemos sempre ao nosso lado.
Esse misticismo todo que envolve este universo angelical para alguns soa como ignorância e quase como 'fanatismo'. A atitude mais fácil que existe na face da terra é a de falar do que não é seu e que não faça parte do seu cotidiano ou talvez faça e você jamais imaginou que faz ou fará.
Como citei anteriormente, é um mistério infinito isso tudo para afirmarmos com tanta precisão o que é, como são e o que fazem, mas como o material da vida é passageiro e finito. Há pessoas nas quais são anjos da guarda nas nossas vidas e por vezes não percebemos por impormos outras prioridades frente a isso.





Jean-Honoré Fragonard, pintor Rococó francês, nasceu em Grasse, na França, em 5 de Abril de 1732.

Anjo Metatron


Um comentário:

  1. interessante o blog...bjs


    e a impressão de que te conheço.
    haha
    =*

    ResponderExcluir

Comentem =)

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...