Páginas

1 de maio de 2010

in(satifação)

Passamos nossas vidas em busca da satisfação plena em ambas as partes, seja ela financeira, espiritual, familiar, amorosa, profissional, social e principalmente individual. Acontece que nos confundimos e achamos que para o individual estar totalmente satisfeito e completo as outras partes tem que primeiramente se firmar, mas até ela se firmar ou mesmo neste processo algo dentro de nós corrói devagar. As preocupações sem necessidade, os medos de desapontamento, as angústias do ego, as quedas da auto-estima, o som agúdo das críticas e a cobrança de nós mesmos. Existem pessoas que realmente conseguem colocar uma pedra na frente do coração e não se deixar abalar por coisas como estas e se satisfazer plenamente de todos esses ítens citados anteriormente mas infelizmente se tornam pessoas com pobreza espiritual e que jamais saberão o que é satisfazer-se por ser o que são, pois se cobram mais do que todos que te cobram algo, se cobram para alcançar algo que nem mesmo sabe o que pode ser e essa cobrança traz mais insatisfação, insegurança e infelicidade. Parece muito fácil falar assim ou simplesmente decidir viver plenamente cada segundo como se fosse o último ou amar as pessoas como se não houvesse o amanhã, mas enquanto se vive aqui isso se torna um trabalho um pouco árduo e que exige muito. É nessa hora que deixamos nossos orgulhos de lado, que podamos o nosso ego, que aceitamos quem somos com todas as qualidades, defeitos e limitações e nos amamos como somos, nos satisfazendo com o que temos. Por incrível que pareça a satisfação plena vem da menor prioridade que temos nos dias de hoje, nós mesmos! Enquanto nos preocupamos em parecer o que não somos, ou até parecer o que somos exteriormente, perdemos a oportunidade de mostrar para nós mesmos quem somos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comentem =)

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...