Páginas

29 de agosto de 2010

Sumaúma

Quando eu tinha uns 9 ou 10 anos eu estava na 3º série e era aluna da minha mãe, e ela apresentou para a turma um livrinho de conto infatil que se chamava 'Sumaúma mãe das árvores' e a partir da história deste livro iríamos apresentar uma peça na escola. Eu super me empolguei e fizemos máscaras e fantasia dos bichos que moravam na Sumaúma e eu ficava encantada de como a Sumaúma era grande e esplendorosa na floresta, até que na semana da apresentação eu peguei catapora e não pude apresentar a peça. Isso para mim naquela semana foi a maior tristeza e motivo pra eu ficar emburrada, mas não foi isso que marcou tanto para eu lembrar com certo carinho até hoje. Na verdade eu não sei o que teve de tão especial para eu sempre me 'nostalgiar' disto até hoje, não sei se foi a paixão com que eu lia e imaginava cada pedaço do livro ou se foi a paixão com que eu gostaria de fazer a tal peça, mas independente disto a paixão está aqui. Depois de longos 12 anos eu finalmente pude ter a oportunidade de a conhecer pessoalmente no Jardim Botânico do Rio de Janeiro, e não é que minha paixão por ela exisitia mesmo? Mas como um ser humano tão pequeno como eu não poderia se apaixonar por algo tão esplêndido e único da natureza? Eu simplesmente sou do tamanho de uma de suas raízes expostas e sua copa sobe tão alto que quase perco de visto. Aí eu pude entender o por que todos os animais da floresta gostavam de morar nela e por que ela é a mãe de todas. A Sumaúma é uma árvore originária da África e das Américas, ela pode medir de 60 a 70 metros e seu tronco tem o diâmetro de 3 metros.
Momento único e maravilhoso!









Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comentem =)

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...