Páginas

24 de setembro de 2010

Agonia da Criação

Reparei que quando estou criativa demais, meus sentidos falham e uma pequena crise interna se inicia. O sangue pulsa lentamente no meu eu inteiro, é somo se tudo saísse dos eixos e eu perdesse meu controle. O coração pula forte e a respiração ofegante atrapalha a organizar meu arquivo de pensamentos, a pressão arterial até cai. Será que meu corpo sabe quando um outro eu entra em erupção?
Assim dá até para entender a loucura e desespero de muitos nomes da nossa humanidade. A criatividade é enlouquecedora e insana, ela nos tira a razão e a racionalidade, cria um mundo paralelo entre um eu e outro.
Como tantos artistas, músicos e poetas consguem transformar tal agonia em algo tão sublime e belo? Deve ser o fato de simplesmente nos identificarmos com tal sentimento. Pode até ser, mas não descarto a possibilidade de que isso seja um dom, um dos mais lindos e especiais.
Como Nietzsche já dizia 'É necessário ter o caos cá dentro para gerar uma estrela', sem caos não há estrelas e sem as estrelas, ahhh aí não existem muitas outras coisas.
Após um período de muita dor nas entranhas dos pensamentos, um momento sutil e leve surge acalmando toda a angustia da criação.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comentem =)

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...