Páginas

2 de setembro de 2010

Re-post

Vou repostar um texto que escrevi e postei aqui no blog no dia 15 de fevereiro desse ano mesmo.
Há coisas que precisam ser reforçadas para nos fazer pessoas melhores e mais felizes.

Estou postando não sei bem por que, talvez seja pela simples vontade de escrever ou o fato de não ter muito o que fazer. Mas também não sei o que escrever, minha cabeça anda cheia, mil pensamentos, futuros a serem resolvidos, decisões a serem tomadas. As coisas vagarosamente vão se alinhando e acontecendo. Estagnar é um erro, saber que está próximo de uma estagnação e não agir é um erro maior. Preciso me mover, correr no mundo e colocar a cara no vento para sentir as brisas que se cruzam.
A ajuda dos céus são sempre bem vindas, mas a auto ajuda é essencial. Me ensino todos os dias a ser algo melhor, mais útil a mim e ao mundo, mais respeitadora das idéias e da natureza, me ensino a correr atrás dos meus sonhos e não desistir mesmo que tudo ocorra para tal.
Me lembro de detalhes que podem fazer alguma diferença mas não é o principio para o sucesso e respeito, a aparência física é um importante cartão de visita, porém, não influência no que chamam de intelecto e a competência.
Todos os dias me ensino e me lembro do que já aprendi. Não me puno, me educo.
Me ensino a defender minhas opiniões mesmo sendo elas polêmicas. Me ensinei a aprender com o 'tapa' dos outros e principalmente aprendi a nunca sentir vergonha de mim pelo que fui, fiz, sou ou faço. Aprendi que quem mais sente pena são os mais dignos de dó ou vergonha, aquele que perde seu tempo para sentir vergonha ou pena da vida ou atitudes alheias, não mais enxergam a sua própria volta, perdendo a noção e bom senso da própria vida.
Aprendi a ser digna de todas minhas conquistas, mesmo elas parecendo serem minúsculas. Aprendo a dar valor não nas coisas que merecem, mas nas pessoas que se valem por querer ou não, meu respeito, admiração, carinho e amor.
Começei escrevendo sem inspiração, e entre as palavras me recordei de tudo que aprendo durante meu cotidiano, profissional, acadêmico, familiar e de amizade. Aprendizados às vezes doem, mas doem menos quando estamos ciente e os apoiando.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comentem =)

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...