Páginas

26 de dezembro de 2011

O real espírito natalino.

Cansados de posts clichés sobre o tal espírito natalino no final, vemos sempre a mesma coisa, muita felicidade, amor, saúde, dinheiro e comemorar este momento com toda a família. Todos ficam enlouquecidos com o consumismo imposto na nossa sociedade e piram para comprar presentes e mais futilidades para amigos e parentes. Só nessa aí o motivo pelo qual comemoramos sejamos cristãos ou não já foram esquecidos. Mas muito mais que isso, o natal nos serve para relembrar que o amor existe independente para quem seja o presente ou para quem sejam os votos. O natal está aí para fazer nossa ficha cair e relembrar sobre o ano que se passou, e que em muitos momentos nossas atitudes foram contrárias ao que realmente nos faz bem. É na época em que o espírito natalino que eu prefiro chamar de espírito do amor, parece desabrochar de dentro de nós como se nunca tivesse existido, e que infelizmente depois do ano novo ele parece sumir novamente. Será que este só tem toda esta graça por que aparece uma vez por ano? E se vivessemos todos os dias do ano com o espírito natalido aflorado em nossos corações? Ou será que não é este o real propósito do natal? Nos fazer lembrar que o amor é melhor que tudo nesta vida e que ele tem de ser mantido durante todos os 365 dias do ano sem parar?
Como todo este momento do natal sempre acaba nos fisgando fica difícil diferenciar uma coisa de outra e nos fazer pensarmos assim sempre.
Hoje no blog, quero compartilhar a história de uma família que ajudamos desde 2008 e que sim, um pequeno passo nosso é um passo gigante para o próximo e que pequenas atitudes fazem sim uma enorme diferença da vida de outros.
Conhecemos a Lorena através do meu pai que era diretor de uma escola púplica na cidade de Taguatinga no DF. Na época a Lorena tinha por volta dos 7 anos e era uma criança subnutrida e chamou muito a atenção do meu pai. Ele resolveu procurar a família e ver a real situação da criança. Era uma família com 3 filhos, a mãe esperando mais um e eles 'moravam' em um barraco de lona encostado em um muro de um clube e viviam em condições sem nenhum tipo de saneamento básico, nenhuma renda, nenhuma ajuda, nenhum respeito, nenhuma perspectiva de vida e nenhuma dignidade. Sinceramente era terrível ver e saber que além destes existem tantos outros milhões em condições como esta e que simplesmente não temos voz para mudar isso em massa.
Além da ajuda material que tentamos dar até hoje com o pouco que podemos, o melhor mesmo é dar o carinho, atenção e uma gota de amor que já é suficiente para levantar a auto-estima de qualquer ser humano. No final das contas, com a ajuda de mais algumas pessoas eles conseguiram uma casa para viver e depois de um tempo sem vê-los foi incrivelmente surpreendente de como tudo mudou. Os sorrisos são mais espontâneos e leves, o olhar já não é mais tão triste, as palavras são faladas a todos os momentos e o melhor de tudo é que o amor é recíproco, e a vida como sempre nos devolve tudo de volta.
Seguem algumas fotos do natal com a família da Lorena.

 Júlia, Laura abraçada na Juju e a Lorena.
 Lorena e os seus irmãos Leandro, Laura e Vitória, a outra mocinha é a vizinha.

 Meu pai e as meninas.
 Todos os irmãos juntos. O mais velho é o Ladson.
 Nós de novo.
E a Laurinha super feliz por que ganhou comidinhas, doces e brinquedos.

E que tudo isso se repita durante várias vezes do ano.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comentem =)

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...