Páginas

30 de junho de 2010

Amigo....ah o amigo.






'Eu poderia suportar, embora não sem dor, que tivessem morrido todos os meus amores, mas enlouqueceria se morressem todos os meus amigos! A alguns deles não procuro, basta saber que eles existem. Esta mera condição me encoraja a seguir em frente pela vida...mas é delicioso que eu saiba e sinta que eu os adoro, embora não declare e os procure sempre...'

Vinícius de Moraes

Imagens: Não me lembro o autor das imagens

Saudade de sentir o mundo!





Saudade de sentir o mundo! Nu e cru, do jeito que ele realmente é.

Elvis.

Saudades do meu gato. Ele era fofão, lindo e peludo. Infelizmente um ser com muita falta de espírito acabou com a vidinha dele!


In Memory!

29 de junho de 2010

São Franciso de Assis

'Senhor, fazei-me instrumento de vossa paz.
Onde houver ódio, que eu leve o amor;
Onde houver ofensa, que eu leve o perdão;
Onde houver discórdia, que eu leve a união;
Onde houver dúvida, que eu leve a fé;
Onde houver erro, que eu leve a verdade;
Onde houver desespero, que eu leve a esperança;
Onde houver tristeza, que eu leve a alegria;
Onde houver trevas, que eu leve a luz.
Ó Mestre, Fazei que eu procure mais
Consolar, que ser consolado;
compreender, que ser compreendido;
amar, que ser amado.
Pois, é dando que se recebe,
é perdoando que se é perdoado,
e é morrendo que se vive para a vida eterna.'


Amor


'O verdadeiro amor nunca se desgasta. Quanto mais se dá mais se tem.'

Antoine de Saint-Exupéry

lavender.

Finalmente comprei minhas lavandas, falsas mas tá valendo!
Elas não parecem tão falsas quanto as outras flores e são um charme só.



Boa terça a todos!!

24 de junho de 2010

Hello Darkness



Hello darkness, my old friend,
I've come to talk with you again,
Because a vision softly creeping,
Left its seeds while I was sleeping,
And the vision that was planted in my brain
Still remains
Within the sound of silence.

In restless dreams I walked alone
Narrow streets of cobblestone,
'Neath the halo of a street lamp,
'I turned my collar to the cold and damp
When my eyes were stabbed by the flash of a neon light
That split the night
And touched the sound of silence.

And in the naked light I saw
Ten thousand people, maybe more.
People talking without speaking,
People hearing without listening,
People writing songs that voices never share
And no one dared
Disturb the sound of silence.'

Simon and Garfunkel - Sounds of Silence

22 de junho de 2010

21 de junho de 2010

As queridinhas meias-calça.











Eu amoooooo demais e vocês?

Bem Vindo

E hoje damos boas vindas ao inverno, que chega mais uma vez trazendo seu frio calado e solitário. Adormecendo as árvores e flores, calando os pássaros e diminuindo nosso ritmo diário, nos dando mais escuridão que luz.

Anjo


.....Um anjo vem todas as noites:
senta-se ao pé de mim, e passa
sobre meu coração a asa mansa,
como se fosse meu melhor amigo.
Esse fantasma que chega e me abraça
(asas cobrindo a ferida do flanco)
é todo o amor que resta
entre ti e mim, e está comigo.

Lya Luft

19 de junho de 2010

Single Fairy




'Fairy lady, who stands on the walls
Life is short and wait is long
The stars, away, dim with the dawn...
Fairy lady, who stands on the walls'

Os laços








18 de junho de 2010

Fleurs



Bom final de semana a todos!

Le Petite Capucine.




Elle est très belle!
Baiser!

Saramago

E hoje nós perdemos mais um grande escritor da língua portuguesa José Saramago. Ele faleceu hoje em sua casa na Espanha por uma múltipla falha orgânica, 87 anos.

Na ilha por vezes habitada

'Na ilha por vezes habitada do que somos, há
noites, manhãs e madrugadas em que não
precisamos de morrer.

Então sabemos tudo do que foi e será.
O mundo aparece explicado definitivamente e entra
em nós uma grande serenidade, e dizem-se as
palavras que a significam.

Levantamos um punhado de terra e apertamo-la nas
mãos. Com doçura.
Aí se contém toda a verdade suportável: o
contorno, vontade e os limites.

Podemos então dizer que somos livres, com a paz
e o sorriso de quem se reconhece e viajou à roda
do mundo infatigável, porque mordeu a alma até
aos ossos dela.

Libertemos devagar a terra onde acontecem
milagres como a água, a pedra e a raiz.
Cada um de nós é por enquanto a vida.
Isso nos baste.'

José Saramago

17 de junho de 2010

Across the Universe!



Boa quinta para todos!

Deixe que o beijo dure...

Não somos mais
Que uma gota de luz
Uma estrela que cai
Uma fagulha tão só
Na idade do céu...

Não somos o Que queríamos ser
Somos um breve pulsar
Em um silêncio antigo
Com a idade do céu...

Calma!
Tudo está em calma
Deixe que o beijo dure
Deixe que o tempo cure
Deixe que a alma
Tenha a mesma idade
Que a idade do céu...

Não somos mais
Que um punhado de mar

Uma piada de Deus
Um capricho do sol
No jardim do céu...

Não damos pé Entre tanto tic tac
Entre tanto Big Bang
Somos um grão de sal

No mar do céu...

Calma! Tudo está em calma
Deixe que o beijo dure
Deixe que o tempo cure

Deixe que a alma
Tenha a mesma idade

Que a idade do céu

Composição: Jorge Drexler

14 de junho de 2010

O nosso dia!

Meu dia dos namorados com certeza foi o melhor de todos os tempos. Teve direito a café da manhã romantico, jantar a luz de velas, regado por um bom vinho branco argentino, um ótimo fettuccine de cogumelos, sushis de frutas, trilha sonora excelente incluindo músicas do músico francês Yann Tiersen que eu particularmente amo, presentes, mimos e claro muito amor e carinho!
Este post é só para daqui uns anos eu poder lembrar de como isso tudo foi tão mágico e possível.
Obrigada meu amor, por fazer isso ser verdade!


13 de junho de 2010

Ai pobre de mim.



"Ai de mim.
Ai, pobre de mim!
Aqui estou, ó Deus...
Para entender que crime cometi contra vós.
Mas, se nasci, eu entendo o crime que cometi.
está motivo suficiente para vossa justiça...
Vosso rigor, porque o crime maior do homem é ter nascido.
Para apurar meus cuidados...
queria saber que outros crimes cometi contra vós...
Além do crime de nascer. Não nasceram outros também?
Pois, se os outros nasceram, que privilégios tiveram...
que eu jamais gozei?

Nasce uma ave e, embelezada por seus ricos enfeites...
não passa de flor de plumas, ramalhete alado...
quando veloz cortando salões aéreos, recusa piedade ao ninho...
que abandona em paz.

E eu, tendo mais instinto... tenho menos liberdade?

Nasce uma fera... e, com a pele respingada de belas manchas, que lembram estrelas.
Logo, atrevida e feroz, a necessidade humana... lhe ensina a crueldade, monstro de seu labirinto.

E eu, tendo mais alma, tenho menos liberdade?

Nasce um peixe, aborto de ovas e lodo... e, feito um barco de escamas sobre as ondas, ele gira...
gira por toda parte, exibindo a imensa havilidade que lhe dá... um coração frio;

E eu, tendo mais escolha, tenho menos liberdade?

Nasci um riacho, serpente prateada, que dentre flores...surge de repente e de repente,
entre flores se esconde... onde músico celebra a piedade das flores que lhe dão um campo...
aberto à sua fuga.

E eu, tendo mais vida, tenho menos liberdade?

Assim... Assim chegando a esta áixão, um vulcão... qual o etna quisera arrancar do peito...
pedaços do coração. Que lei, justiça ou razão... pôde recusar aos homens privilégios tão suave,
exceção tão única... que Deus deu a um cristal, a um peixe... a uma fera e a uma ave?"

12 de junho de 2010

Valentines...Again!





Feliz dia dos namorados para todos aqueles que os tem!
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...